Pages

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Tumba de Zeynel, Mesquitas Süleyman e Koç















Como ainda tenho vários artigos a escrever sobre minha viagem ao leste da Turquia, decidi fazê-lo de forma intercalada com outros temas. Para finalizar o artigo sobre Hasankeyf vou falar de outros monumentos pertencentes a região. O primeiro deles é a "tumba do senhor Zeynel ( Zeynel Bey Türbesi )" que está localizada ao lado oposto de Hasankeyf, perto do rio Tigre. Zeynel foi o filho de Uzun Hasan, governante da dinastia Akkoynlu, que governou toda a área de Hasankeyf durante o século XV DC. Zeynel morreu em 1473, durante uma batalha e foi enterrado nesta tumba, construída pelo arquiteto Pir Hasan, sendo o único monumento da dinastia Akkoynlu ainda existente.

Outros monumentos interessantes da região são as mesquitas do sultão eyyübie Süleyman e a Koç, localizadas lado a lado. A mesquita do sultão Süleyman foi mandada construir pelo próprio sultão eyyübie e está praticamente toda destruída, somente o minarete ainda encontra-se em bom estado. A mesquita Koç não possui nenhuma inscrição, sendo assim, não se sabe ao certo quem a construiu. Especialistas acreditam que a mesquita foi obra da dinastia eyyübie.

Foto 1: Tumba de Zeynel, onde pode-se observar ainda preservados, os pequenos tijolos pintados em azul turquesa e azul marinho;

Foto 2: Vista geral da tumba de Zeynel;

Foto 3: Essa construção pequena, com o teto branco, localizada ao lado direito da tumba de Zeynel, foi um hamam, ou banho turco. Única construção otomana presente em Hasankeyf;

Foto 4: Mesquita Sultão Süleyman;

Foto 5: Mesquita Koç;

Foto 6: Vista geral da mesquita Koç.
Como comentei no meu post anterior sobre Hasankeyf, a região está sob ameaça de destruição em consequência de um projeto de construção de uma barragem no local. Para quem se interessar sobre o tema, existe um site

de um grupo de pessoas interessadas em salvar o local, enviando uma petição ao governo turco para que Hasankeyf e o vale do rio Tigre possam ser considerados patrimônio histórico da Unesco.


















3 comentários:

Mari disse...

Ai, Aline, que lugar fascinante! Eu poderia passar passar horas só admirando os detalhes da mesquita, do minarete...
Hasankeyf realmente é uma agradável surpresa no leste!!! Obrigada pelo passeio amiga!
Beijos

Hürrem disse...

Amiga obrigada pelo comentário! Sim o leste da Turquia é realmente algo fascinante e Hasankeyf um lugar belíssimo! Beijos

ManDrag disse...

Ora, temos aqui um caso, dos muitos por esse mundo fora, do confronto entre a preservação das memórias históricas e o dito progresso, ou avanço sócio-económico, ou o que lhe queiram chamar. Pelas fotos que vi aqui e no site de mobilização contra a construção das barragens, a zona parece um pouco árida, mau grado a presença dum rio tão grande e importante como o Tigre.
Contrariamente ao que tenho visto nas outras reportagens fotográficas que tens publicado aqui, estas ruínas parecem votadas aos esquecimento, sem a conservação pronta que verificamos em outros sítios históricos por ti mostrados. Talvez isso se deva a esse conflito de interesses. Pena que também no melhor pano caia nódoa.
O túmulo do senhor Zeynel deverá ter sido bem bonito com seus motivos decorativos em tons de azul, contudo ainda ostenta muito da sua dignidade majestosa.
O minarete, parcialmente intacto, da mesquita é como um grito mudo clamando por socorro.

É sempre bom viajar na história.

Abraço com amizade