Pages

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Bergama (Pérgamo) - Acrópolis

A atual cidade de Bergama (80 km ao norte de Izmir) era conhecida no passado como Pérgamo, uma das sete igrejas da ásia, mencionadas na Bíblia, no livro de Apocalipse.  Pérgamo foi sede de um poderoso reinado fundado por Philetaerus em 281 AC, tendo controlado boa parte do oeste da Anatólia, na época da dinastia Attalid , cujo reinado era considerado o mais sábio e o mais justo de toda a região. Com a morte do último rei Attalid, em 133 AC, como o rei não possuía herdeiros, o reinado foi entregue ao império romano.
A antiga Pérgamo possuia uma acrópolis construída nos moldes da acrópolis de Atenas (acrópolis era o nome dado a todas as cidades gregas construídas no alto de uma grande rocha). A cidade teve tanta importância como centro cultural greco-romano, que a biblioteca, que possuía cerca de 200 mil livros, só perdia em importância para a biblioteca de Alexandria, no Egito. A tradição e importância cultural de Pérgamo era tão grande e prestigiosa, que o nome da pele de animal (normalmente de carneiro ou cabra) utilizada para a escrita da época, foi batizada em sua homenagem, com o nome de pergaminho. Pérgamo como toda cidade da antiguidade, possuía diversos templos, já que o politeísmo era praticado, os mais famosos eram o templo de Trajan e o altar de Zeus. O grande teatro de Pérgamo, que tinha capacidade para 10 mil pessoas, é considerado o maior teatro construído em plano inclinado da história antiga.
Uma das formas mais fáceis de se chegar até a antiga acrópolis de Pérgamo é através de um teleférico (paga-se 10 liras pelo ticket de ida e volta), onde se pode apreciar a linda paisagem da atual Bergama, que possui cerca de 60 mil habitantes. Escreverei posts específicos sobre Asklepion e outros lugares interessantes de se visitar em Bergama próximamente.




Teleférico




Foto da parte mais alta do teatro, onde se vê bem embaixo, quase na vertical, o palco. Chega dar uma vertigem!



Vista do teatro. Impressionante! O teatro grego-romano que mais gostei de visitar em toda a Turquia, pela originalidade da construção vertical.


Reconstrução de uma das fachadas do templo de Trajano


Templo de Trajano


Vista de outra parte da acrópolis, perto do templo de Trajano e do teatro


Uma das ruas da acrópolis


Detalhe dos arcos de concreto que suspendiam a cidade sob as rochas



Outro ângulo do templo de Trajano


Vista da acrópolis



 Local onde estava originalmente o famoso e enorme altar de Zeus, removido para o Museu de Berlim, Alemanha.




Maquete do original altar de Zeus, com fotos dos detalhes, no museu de Bergama.



Detalhe dos túneis que ligavam o santuário de Trajano ao teatro.



Muralhas da cidade.


Barragem do rio Bakirçay que localiza-se ao fundo da acrópolis.

Nenhum comentário: